Notícias

20 de dezembro de 2019

O brasileiríssimo Guaraná: um ingrediente cheio de energia

A crescente busca por qualidade de vida e longevidade influencia cada vez mais o comportamento dos consumidores e coloca em foco produtos e serviços relacionados à saúde e bem-estar. Seguindo essa tendência mundial, na busca por benefícios que vão além das funções nutricionais básicas, a indústria alimentícia utiliza cada vez mais ingredientes naturais com funções fisiológicas estabelecidas para desenvolvimento de alimentos e bebidas funcionais.
Na literatura, inúmeros estudos comprovam o papel-chave da alimentação saudável na prevenção e tratamento de doenças. Ações benéficas ao organismo são cada vez mais correlacionadas com o consumo de produtos de origem natural que são fontes de vitaminas, minerais, ácidos graxos, fibras, além de metabolitos secundários bioativos, como polifenóis, alcalóides, entre outros.
O Guaraná (Paulinia cupana) é uma planta nativa da região amazônica, cuja descoberta e utilização por povos indígenas precede a conquista da América. Devido a sua ação estimulante, tônica e afrodisíaca, os povos Maués consideravam a espécie sagrada e tão valiosa quanto o ouro. Com sabor levemente amargo, adstringente e ácido, o pó de guaraná, dissolvido em água, foi considerado pela sabedoria popular indígena o elixir para obtenção de uma vida longa.
As sementes de Guaraná constituem a parte comercialmente mais atrativa da planta, por conter as substâncias ativas, responsáveis pela ação estimulante. A partir das sementes, são obtidos xaropes, extratos e destilados.

Clique aqui para conferir o artigo técnico elaborado pela especialista em Desenvolvimento e Pesquisa de Produtos da Duas Rodas Karina Luize da Silva e pela analista em Pesquisa e Desenvolvimento de Extratos e Desidratados da Duas Rodas Tailyn Zermiani dos Santos, publicado pela Revista Aditivos&Ingredientes.