Tempo de leitura: 6 minutos

Inovações apresentadas por indústrias de alimentos de diferentes países reforçam movimentos dos consumidores em busca de produtos que oferecem muito mais que prazer e nutrição

 

Com 7.020 expositores de todos os cantos do mundo, a SIAL Paris 2018 (Global Food Marketplace/Salon International de l’alimentation) reuniu novidades do mercado de alimentos e bebidas que poderão chegar às gôndolas do varejo alimentício e também no universo do food service pelo menos nos dois próximos anos.

Ao todo, 2.355 lançamentos foram apresentados aos 310 mil visitantes de mais de 200 países da edição deste ano, evidenciando três principais movimentos observados pela XTC World Innovation: o “Taste Value”, “True Food” e “Empire of Senses”.

O blog Flavors&Botanicals esteve lá com Luiz Aguiar, analista de Marketing Aromas da Duas Rodas, e separou os principais destaques em inovação da SIAL Paris 2018 para a indústria de alimentos e bebidas:

 

ÍNDICE

 

O sabor volta ao foco, porém com algumas particularidades

Com o título completo do movimento “The Taste Value Makes Its Comeback”, o sabor volta à tona, reassumindo a dominância do prazer na alimentação. Como sabemos, é a experiência positiva do consumo que motiva a recompra de um produto. E, no caso de alimentos, isso envolve a perfeita sintonia entre a aparência, o odor, a textura e, obviamente, o sabor.

Da complexidade da harmonização de atributos positivos de ingredientes que contemplem estes fatores, encarar como uma tendência em consolidação parece um tanto simples e pouco inovativa. Entretanto, vale lembrar que estamos em um momento de novas exigências alimentares e, com isso, o prazer da alimentação envolve, em um novo primeiro plano, a utilização de sabores naturais autênticos de algumas especiarias, vegetais ou frutas, e também explorar notas sensoriais geradas a partir de processos naturais, como a defumação, maturação ou fermentação. Tudo com intensidade suficiente para despertar sensações ao consumidor.

No Brasil, o Google recentemente, analisou um movimento próximo a este conceito: o “Power Natural”, que estabelece uma relação essencial entre a naturalidade e a intensidade. É claro que, ainda assim, as linhas mais clássicas das tendências de sabor mantêm-se como a sofisticação em itens cotidianos com notas que quebrem a expectativa provocando um twist no sabor, e a busca pelo alimento exótico e regional.

Selecionamos, abaixo, oito lançamentos apresentados na SIAL Paris 2018 alinhados aos movimento “sabor volta à tona”:

 

Clique para visualizar as imagens em alta resolução:

Kefir Namastê
O Kefir Namastê da marca grega Papadopoulos Iordanis/Namastê trouxe o conceito do Kefir em água pronto para beber saborizado naturalmente com gengibre ou hortelã.
Taggiasco Extravirgin
O Taggiasco Extravirgin, da italiana Olio Roi, explorou notas de um gin tradicional com zimbro, pimenta rosa e coentro arredondados pelo suave sabor da azeitona Taggiasca.
Beetchup
Além de uma extensa gama de sabores inusitados em molhos como barbecue de cola com cereja e cerveja com gengibre, a portuguesa Paladin apresentou o Beetchup, um catchup feito a partir da beterraba.
Kühne
A alemã Kühne apresentou picles em salmoura sabor whisky e gin.
Betters International
A norte-americana Betters International aposta em uma gama de frutas da América do Sul desidratadas e um sorvete por liofilização em formato de picolé para incentivar o consumo entre as crianças.
Barnfield
A britânica Barnfield trouxe iscas de frango com molho sabor de refrigerante de cola.
Rice Up
A Rice Up!, da Nuhealth, da Bulgária, apresentou o snack de arroz sabor pesto.
Black Lemon
Queijo com carvão ativado e sabor de limão siciliano foi uma das novidades apresentadas pela Veldhuyzen Kaas, especialista em queijo holandês, de Dubai (Emirados Árabes).

A

 

 

Comida de verdade: nutritiva, sustentável e segura

O movimento “True Food” pega o gancho na tendência de sabor e fortalece o conceito da naturalidade sob o ponto de vista da segurança dos alimentos. Origem, controle produtivo e rastreabilidade são fundamentais em um momento em que o consumidor quer saber mais o que está ingerindo, além de querer entender como são as etapas produtivas e promover a valorização dos pequenos produtores.

Ainda no aspecto do “True Food”, a funcionalidade se mantém em alta, sustentando as superfoods no centro deste tema: o vegetal torna-se símbolo de saúde e também de prazer, nutrindo de forma holística: corpo e mente. Produtos com sementes, frutas, legumes, verduras e até algas saem do nicho a caminho do mainstream, trazendo novas alternativas de alimentação para o público em geral em versões, inclusive, snacknizadas. No Brasil, de acordo com agência de inteligência Mintel, 40% dos consumidores já buscaram ingredientes naturais em vez de vitaminas/suplementos para obter benefícios funcionais, por exemplo.

Alternativas à carne e lácteos, cada vez mais ganham atualizações que satisfazem os anseios não somente focado no público vegano, mas também no consumidor que está reduzindo o consumo de proteína animal em sua dieta . No Brasil, a Mintel traz a informação de que 25% dos brasileiros têm adotado este comportamento. Um comportamento encarado como mais saudável e também relacionado a preocupação com o meio ambiente.

Trouxemos 11 lançamentos das indústrias de alimentos na SIAL Paris 2018 alinhadas a este movimento de consumo:

 

Clique para visualizar as imagens em alta resolução:

More Than Rice
A italiana Pedon apresentou um “arroz” feito 100% de pulses (lentilha, grão de bico e ervilha) que fica pronto em 9 minutos de cozimento.
Jealous Sweet
A britânica Jealous Sweet esteve presente com suas balas de pectinas sem açúcar em diferentes sabores.
Art In Smart
Snack de cenoura apimentado, da empresa da Letônia Art In Smart, sem ingredientes indesejáveis e 90% menos gordura.
Beyond Meat
A Beyond Meat, da Califórnia (EUA), marcou presença com seu hambúrguer 100% vegetal, com sabor e textura semelhantes à carne. Sem soja, sem glúten e ingredientes geneticamente modificados.
Chicory Cup
A Chicory Cup, da polonesa Grana, estava com seu “café” de chicória instantâneo.
Citterio
A italiana Citterio apresentou uma linha de frios 100% natural e também 100% vegetariana.
The Good Spoon
A marca francesa The Good Spoon apresentou maioneses tradicional e saborizadas, feitas a partir de microalgas, sem ovos e com 30% menos de gordura que uma formulação comum.
Légumes
A francesa Légumes trouxe caldos 100% naturais em formatos de barras de chocolate.
Eternitea
A Eternitea, empresa indiana, apresentou sua linha de bebidas de colágeno feita a partir do chá da Moringa com aromatização natural.
Borna
A britânica Borna trouxe uma linha de manteigas e snacks de pistache.
Virtue Drinks
A Virtue Drinks, empresa britânica, lançou opções de águas gaseificadas energéticas saborizadas 100% naturais. A composição é sem açúcar e contém extratos de guaraná, erva mate e ginseng.

A

 

 

O império dos sentidos: o consumidor e a economia sustentável

A tendência “Empire of Senses”, ou “império dos sentidos”, confirma a preocupação do consumidor sobre a sua responsabilidade junto ao planeta.

Dados da Mintel afirmam que 54% dos brasileiros preferem consumir produtos de marcas reconhecidas por cuidar do meio ambiente.

Dentro disso, processos amigáveis, produtos desenvolvidos a partir do ecodesign, o bem-estar animal e a eliminação de ingredientes indesejáveis, como os pesticidas, são alguns dos pilares de um movimento que vai muito além da ecologia, atingindo o escopo social. O tratamento adequado em relação aos stakeholders é um ponto que começa a valer muito, principalmente no que diz respeito ao preço justo pago a fornecedores, como também a valorização do produtor local. Hoje, o interesse em consumir algo produzido a quilômetros de distância se reduz.

Na Europa, a proximidade da região é status de qualidade e segurança. É quase que uma espécie de clean label para o meio físico, por exemplo, um iogurte feito com 100% de leite francês para o público francês: o consumidor conhece o seu país, seus padrões de qualidade, além de estar favorecendo a economia local em praticamente 100% de todo o ciclo do consumo.
Sobre economia, o “império dos sentidos” sugere o desenvolvimento de produtos contra o desperdício, ou seja, o desembolso do consumidor deve estar adequado à ocasião e formato de consumo, sem faltar e sem sobrar, o que exige um conhecimento ainda mais aprofundado das marcas sobre seu produto e target.

Separamos 3 destaques que exploraram esta tendência na SIAL Paris 2018:

 

Clique para visualizar as imagens em alta resolução:

Intermarché
A francesa Intermarché apresentou seus produtos com imagens dos fornecedores e a indicação do valor embutido no preço do produto final destinado a eles.
Rolli
A italiana Rolli apresentou uma embalagem para vegetais congelados feita a partir de material biodegradável.
Split Fresh Cut
A marca sul-africana Split Fresh Cut apresentou sorbets servidos em cascas das frutas.

 

Dentre sensações, naturalidade, funcionalidades e necessidade de significado, a SIAL Paris deste ano confirmou a busca por uma alimentação além do prazer e nutrição, resgatando toda a função social do alimento.

Agora é inspirar-se e buscar alternativas para ampliar o alcance destas inovações no mundo, inclusive no Brasil, pois cada aspecto abordado apresenta anseios de um consumidor global e que tendem a se intensificar cada vez mais. E neste ponto, é melhor não perder tempo, pois a próxima SIAL Paris já tem data marcada: de 18 a 22 de outubro de 2020 e até lá já será um novo momento com diferentes anseios para atender.

Compartilhe o conteúdo
Queremos te ouvir! Comente!