Nutrição de Adolescentes: qual o papel da indústria?

agosto 31, 2022

Tempo de leitura5 minutos

A nutrição de adolescentes é muito importante por esta se tratar de uma fase de mudanças, tanto no crescimento, quanto nas capacidades cognitivas e emocionais.

Portanto, é uma fase em que uma nutrição adequada tem um papel fundamental na promoção de uma série de benefícios que serão sentidos ao longo de toda a vida. 

No entanto, conforme a revista científica The Lancet, essa faixa etária não tem recebido a atenção que merece nos últimos anos.

A publicação enfatiza o tema e promove discussões para planos, incentivos, investimentos e políticas, globais e locais, voltadas a esse público que sofrem problemas nutricionais como:

  • as deficiências de micronutrientes;
  • a insegurança alimentar;
  • o sobrepeso;
  • e a obesidade. 

Sendo assim, a nutrição tem papel fundamental no desenvolvimento, com consequências para a vida adulta, como o acúmulo de massa muscular e gordura, doenças crônicas não transmissíveis.

Dessa forma, os efeitos nutricionais no desenvolvimento do adolescente vão além do crescimento musculoesquelético, da aptidão cardiorrespiratória, do neurodesenvolvimento e da imunidade.

Portanto, no final da infância e início da adolescência, a transição para a fase da puberdade oferece uma janela sensível à nutrição para promover o crescimento saudável e reduzir o risco de obesidade na vida adulta.

Os nutrientes-chave para os adolescentes

Acima de tudo, a ingestão alimentar durante a adolescência estabelece as bases para uma vida saudável.

Sendo assim, vários são os fatores que influenciam na escolha alimentar e nutritiva na adolescência, em especial pelos diversos padrões alimentares que apresentam.

No entanto, quando se trata de nutrição, os adolescentes são mais propensos a fazer escolhas alimentares ruins, de acordo com recente estudo publicado pelo autor Neufeld em 2022.

A pesquisa mostra que as habilidades de tomada de decisão em relação a nutrição de adolescentes são mais intensas, tornando-os mais suscetíveis a hábitos alimentares inadequados.

E essa susceptibilidade pode levar a alterações na estrutura cerebral e impulsionar o consumo de alimentos hiper palatáveis e ricos em calorias.

Em decorrência disso, a ingestão da quantidade adequada de alguns nutrientes se torna fundamental.

Nutrientes recomendados na adolescência

PROTEÍNAS: para formação dos músculos e tecidos.

FIBRAS: importantes para o funcionamento intestinal e a manutenção da microbiota intestinal.

TIAMINA, RIBOFLAVINA E NIACINA: devido à alta demanda energética da adolescência, essas vitaminas são recomendadas em maiores quantidades.

ÁCIDO FÓLICO: em virtude do seu papel na síntese de DNA, é importante durante a replicação celular aumentada nesse período de crescimento.

VITAMINA D: está envolvida na manutenção da homeostase de cálcio e fósforo na mineralização do osso, sendo essencialmente necessária para o rápido crescimento esquelético.

VITAMINA A: fundamental para a maturação sexual.

FERRO: nos meninos, devido a construção da massa muscular, que é acompanhada por maior volume sanguíneo e das enzimas respiratórias. Já nas meninas pela compensação do ferro perdido mensalmente com o início da menstruação.

ZINCO: elemento essencial para o crescimento e a maturação do adolescente.

CÁLCIO: necessidade maior para adolescentes, pois apresentam a fase tão conhecida do “estirão de crescimento”.

Os adolescentes incorporam o dobro da quantidade de cálcio, ferro, zinco e magnésio em seus organismos durante os anos de estirão de crescimento em relação a outras fases da vida.

Oportunidade para a indústria de alimentos na nutrição de adolescentes

As necessidades especiais geradas pela baixa preocupação com a nutrição de adolescentes abrem uma série de oportunidades para as indústrias de alimentos e bebidas.

Uma extensa pesquisa qualitativa e quantitativa feita pela Mintel identificou uma lacuna nas opções com baixo teor ou sem açúcar para os adolescentes, principalmente na categoria de bebidas.

Portanto, poucos produtos são pensados nas necessidades tanto dos pais, quanto dos adolescentes. 

No mercado internacional observa-se o lançamento de produtos voltados para esse público.

Assim como as bebidas, outra categoria que também está se destacando é a de snacks “saudáveis”.

Nesse aspecto, 85% dos pais disseram ter comprado opções de lanches mais saudáveis ​​para ter em casa, em comparação com apenas 66% dos lares sem filhos.

Portanto, o resultado indica que já há marcas atentas a esse público jovem.

Outra tecnologia que tem sido usada é a de produção de iogurte com maior concentração de nutriente. Como o caso do Iogurte Proteico UltraHi™, que permite a criação de produtos de iogurte com 8-25% de proteína. 

No território de imunidade, começam a ganhar espaço lançamentos com ingredientes como vitamina C, zinco e curcumina, adicionados em bebidas refrescantes.

Convergente com o crescimento da alimentação à base de plantas, lançamento de hambúrgueres e bebidas vegetais, como por exemplo à base de aveia, para o público teen. 

Confira alguns lançamentos:

Bitsy´s
Vendidos em quatro sabores diferentes (Cotton Candy, Fruit Punch, Pink Lemonade e Blue Raspberry) os sachês da marca Bitsy´s são power-up prontos, feitos para misturar com água, e propõem o aumento da hidratação com eletrólitos.
Honest Kids
Com uma linha que inclui sete sabores diferentes, as bebidas de suco orgânico da marca Honest, são adoçadas apenas com suco de frutas orgânicas, são sem glúten, OMG e adoçantes artificiais, sendo fonte de vitamina C.
Rez Bar Peanutbutter Punch-out
A barra combina chocolate e amendoim e tem como público os jogadores de games. É um snack de 40 gramas com 10 gramas de proteína de amendoim orgânico, não OGM, com isolado de proteína do leite, além de manteiga de amendoim, tâmaras, fibra, 74% de cacau, chia e magnésio.
Imag!ne Pepsico
Imagine Cheese Stars são bolachas com queijo real como primeiro ingrediente e oferecem seis gramas de proteína por porção.

A adolescência é uma fase da vida que exige cuidados nutricionais específicos e um olhar mais atento das indústrias de alimentos e bebidas a essa faixa etária pode abrir um leque de oportunidades com produtos saudáveis, nutritivos e, ao mesmo tempo, indulgentes, atributos indispensáveis para esses consumidores do futuro.

Gostou? Compartilhe este conteúdo!